quinta-feira, 12 de abril de 2018

ERRO, de Machado de Assis.

ERRO, de Machado de Assis.  Foi um escritor brasileiro, considerado por muitos críticos, estudiosos, escritores e leitores um dos maiores senão o maior nome da literatura do Brasil.

ERRO, de Machado de Assis.


ERRO


 (1860)



Vous . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Qui des combats du coeur n’aimez que la victoire
Et qui revëz d’amour, comme on rève de glore,*
 L’oeil fier et non voilé des pleurs. . . . . .
 GEORGE FARCY


Erro é teu. Amei-te um diaCom esse amor passageiroQue nasce na fantasiaE não chega ao coração;Nem foi amor, foi apenasUma ligeira impressão;Um querer indiferente,Em tua presença vivo,Nulo se estavas ausente.E se ora me vês esquivo,Se, como outrora, não vêsMeus incensos de poetaIr eu queimar a teus pés,É que, — como obra de um dia,Passou-me essa fantasia.

Para eu amar-te deviasOutra ser e não como eras.Tuas frívolas quimeras,Teu vão amor de ti mesma,Essa pêndula geladaQue chamavas coração,Eram bem fracos liamesPara que a alma enamoradaMe conseguissem prender;Foram baldados tentames,Saiu contra ti o azar,E embora pouca, perdesteA glória de me arrastarAo teu carro...Vãs quimeras!Para eu amar-te deviasOutra ser e não como eras...
Machado de Assis

Crisálidas

* Conforme o original , sem menção na errata. A forma correta seria gloire


Por Literatura em Série

Veja também:


Compartilhe nas Redes Sociais!
compartilhe compartilhe compartilhe compartilhe


Observação:
Ressalvados os casos indicados ao contrário, as obras aqui publicadas tem como fonte material em Domínio Público, sendo obras livres em razão de alguma das hipóteses previstas na Lei de Direitos Autorais Lei Federal nº 9.610/98. Busca-se preservar ao máximo a grafia original. Para mais informações confira os Termos de Uso.


Blog especializado em Literatura com fins educativos. Principais temas abordados: literatura universal, literatura nacional, escritores, poemas literarios, livros e autores da literatura brasileira. Sugerido para elaboração de resumo e resenha.

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.