Poema: Se a morte me chamar...

Se a morte me chamar


Com a mão estendida
E sussurre suavemente de
“Uma terra desconhecida”
Não terei medo de ir,
Pois embora o caminho que eu não conheça,
Eu pego a Mão da Morte sem medo,
Pois Aquele que me trouxe com segurança aqui
Também vai me levar de volta em segurança.
E embora em muitas coisas eu falte,
Ele não vai me deixar ir sozinha
Para o "vale desconhecido" ...
Então eu estendo a mão e pego a mão da morte
E viaje para a "Terra Prometida".

-Autor desconhecido

Se a morte me chamar

  1. A Leviana (Gonçalves Dias)
  2. Deixa-me! Fagundes Varella.
  3. Não me Deixes (Gonçalves Dias) e Você se Foi (Desconhecido)